Tipos de Pitch mais usados pelas startups

Aposto que você está aqui porque deseja vender o seu peixe, certo? Atualmente, uma das melhores formas de fazer isso é apostando no Pitch. Pitch significa arremesso em inglês (termo do baseball para Pitcher, especialista no arremesso contra um rebatedor).

 

No empreendedorismo, o Pitch seria o tempo que dura esse arremesso de ponta a ponta transformado em janela de conexão com o investidor. Esse tempo serve para despertar o interesse dele pela sua startup.

 

Clique na imagem ou aqui para apresentar sua startup ou inovação aplicada para o Açolab ArcelorMittal.

 

Assista: Treinamento Açolab - Apresentações de Alto Impacto

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre MVP

 

Tipos de pitch

 

A gente explica melhor o que é pitch, neste post: Prazer, pitch: o que é e como fazer um.

 

Legal, não é? Mas não para por aí. Existem vários tipos de Pitch, e você precisa conhecê-los.

 

tipos de PitchPara quem quer ficar fera, o Açolab tem o Treinamento de Apresentações de Alto Impacto no YouTube. Nele, falamos o que é pitch, os tipos e ainda dicas para segurar a audiência nas suas apresentações.

 

High-Concept Pitch

 

Explique o seu produto dentro de uma frase muito curta. O High-Concept Pitch é aquele que utiliza apenas uma sentença para traduzir a visão total de um negócio.

 

Um ótimo exemplo de High-Concept Pitch é o do Google: “Informação é um clique”. Viu? Basta uma pequena sentença para entender o objetivo principal do Google.

 

Nesse tipo de Pitch, você não deve entrar em muitos detalhes. Apenas plante uma semente de curiosidade para que o investidor se interesse pela sua startup.

 

Elevator Pitch

 

O Elevator Pitch, conhecido como “discurso de elevador”, ocorre em situações cotidianas, do dia a dia. 

 

Imagine que você esteja no elevador de uma empresa e encontre um investidor. Você tem poucos minutos para apresentar o seu negócio à ele, por isso, é importante estar com o Elevator Pitch preparado.

 

Nesse momento, é preciso ter em mente tudo aquilo que impulsiona o seu negócio em direção ao mercado. Para isso, a dica é: transforme o seu Business Model Canvas em Elevator Pitch.

 

Ou seja, fale sobre a sua proposta de valor, seu segmento de clientes e seu relacionamento com eles, seus canais, suas fontes de receita, suas atividades-chave, seus principais recursos e parcerias e, por último, sua estrutura de custos.

 

Assim, você será capaz de sintetizar seu projeto e passar a sua mensagem de forma clara. Apresente a força da sua startup para o investidor.

 

Deck Pitch 

 

Lembre-se, o que é óbvio para você pode não ser óbvio para o outro. O Deck Pitch tem como foco contar uma história convincente. Trata-se de construir toda a jornada do seu projeto para o investidor.

 

Então, conte a sua história, faça com que o investidor compreenda o seu negócio. Como? Siga as instruções para você construir um ótimo enredo:

 

  • Fale sobre o mercado no qual o seu produto está inserido;

  • Cite os dados de oportunidades;

  • Exponha o problema que você quer resolver;

  • Aponte uma solução.

 

Em seguida, mostre o seu modelo de negócios, explique o potencial de ganho que o seu projeto traz pro contexto do investidor e conclua a sua apresentação de forma que gere engajamento. Sempre estabeleça uma comunicação eficiente entre a sua startup e o investidor.

 

O que une esses três tipos de Pitch?

 

Apesar de apresentarem metodologias diferentes, o High-Concept, o Elevator e o Deck Pitch possuem algo em comum: é através deles que o investidor irá conhecer a sua startup. 

 

Seja claro e direto. Explique o problema e a sua solução, aborde o seu modelo de negócios e esteja pronto para dialogar.

 

Agora que você já está familiarizado com o assunto, apresente o Pitch da sua startup para o Açolab! Conecte-se!

 

CATEGORIAS

Adicionar um comentário


Comentários

Nenhum comentário